O que você precisa saber sobre o Visto D2 de Portugal

As constantes mudanças no último ano em torno do programa de Golden Visa renovaram o interesse por outros mecanismos para obter residência e/ou cidadania no país lusitano, como por exemplo o Visto D2, também conhecido como visto de residência para empreendedores.

O visto D2 foi criado para facilitar a entrada e permanência de empreendedores, freelancers e empresários estrangeiros, contribuindo para o desenvolvimento econômico e a criação de emprego. Permite aos seus titulares residir e trabalhar no país, oferecendo-lhes a oportunidade de abrir seus negócios no mercado europeu.

Como mencionado anteriormente, este “visto de empreendedor” é uma das melhores opções para investidores e empreendedores estrangeiros. Seus processos e requisitos são mais simples em comparação com outras opções, e não há um requisito de investimento mínimo: o valor só deve ser razoável para o tipo de negócio que se deseja realizar.

Quais são os requisitos e procedimentos necessários para obter o visto D2?

  1. Plano de Negócios Viável: O solicitante deve apresentar um plano de negócios detalhado. Este plano deve demonstrar a viabilidade econômica do negócio proposto e seu potencial para gerar rendimentos suficientes para sustentar o solicitante e seus dependentes.
  2. Prova de Fundos Suficientes: O solicitante deve demonstrar que dispõe de fundos suficientes para estabelecer e manter o negócio nos seus primeiros anos de operação. Isso inclui o investimento inicial e os recursos financeiros para cobrir seus custos de vida pessoais (e os do cônjuge, se houver).
  3. Registro da Empresa: É necessário registrar a empresa em Portugal, o que implica cumprir com as normativas locais e obter as permissões e licenças pertinentes.
  4. Comprovação de Idoneidade do Solicitante: É necessário um certificado de antecedentes criminais do país de origem e de qualquer país em que o solicitante tenha residido no último ano.
  5. Prova de Alojamento: O solicitante deve fornecer evidências de ter um lugar onde residir em Portugal, seja através de um contrato de arrendamento ou da propriedade de uma habitação.
  6. Seguro de Saúde: É necessário ter um seguro de saúde válido em Portugal, que cubra o solicitante durante sua estadia.
  7. Demonstração de Contribuição à Economia Portuguesa: O solicitante deve demonstrar como seu negócio contribuirá para o desenvolvimento econômico de Portugal, seja através da criação de emprego, da inovação ou da introdução de novas tecnologias ou serviços.

Processo de Solicitação

A solicitação do visto D2 deve ser apresentada no consulado português do país de residência do solicitante. Recomenda-se iniciar o processo com antecedência suficiente, pois pode ser prolongado e requerer a apresentação de numerosos documentos e verificações.

Uma vez aprovada a solicitação, o solicitante receberá uma autorização de residência temporária, válida por dois anos, com possibilidade de renovação. Após cinco anos de residência contínua em Portugal, o titular do visto D2 pode solicitar a residência permanente e a cidadania portuguesa.

Assistência da AIM Global

Na AIM Global podemos assisti-lo de múltiplas formas se desejar optar por este visto, incluindo assessoria no registro da sua empresa, início de atividades e matérias tributárias. Agende já uma reunião com nossa equipe e eles poderão responder às suas dúvidas.

Se você já tem seu empreendimento, por que não levá-lo para a Europa? Com a assessoria especializada da AIM Global, isso é possível!

Artículos Relacionados

The best universities to study in Portugal

Something investors know well is that Portugal is a safe country, with a generous and tolerant...
Sigue leyendo

Las mejores universidades para estudiar en Portugal

Algo que los inversionistas saben bien es que Portugal es un país seguro, con una población...
Sigue leyendo

Golden Visa: Is It Necessary to Move to the Host Country?

A common question for investors and individuals interested in the Golden Visa is whether it is...
Sigue leyendo

Comparar listados

Comparar